Esqueci minha senha cadastre-se

Clínicas de Reabilitação Uberlândia, Minas Gerais

Encontre Clínicas de Reabilitação de Uberlândia. Conheça os profissionais especializados desta área em sua região,aproveite e leia nossos artigos com tutoriais, dicas e informações relevantes sobre este assunto.

Fernando Sales
(34) 3214-2906
r Benjamim Constant, 448, Aparecida
Uberlândia, Minas Gerais

Dados Divulgados por
Consultório de Psicologia Maria Cione Chrisóstomo
(31) 3821-7965
r Oswaldo Cruz, 41 s 1, Cid Nobre
Ipatinga, Minas Gerais

Dados Divulgados por
Josiane Rodrigues
(31) 9249-0816
av Pres Juscelino Kubitscheck, 140 Sl 507, Centro
Betim, Minas Gerais

Dados Divulgados por
clinica de psicologia hipnose regressão
031 38313365
r. agua santa 414 sala 208
itabira, Minas Gerais
 
Monte Sinai Medicina e Cirurgia
0(31) 3823.9001
Rua Divinópolis, 10 - Centro
Ipatinga, Minas Gerais
 
Espaço de Psicologia Isabel Moreira
(31) 9299-6024
rua maria matos 471 sala 201 centro
Coronel Fabriciano, Minas Gerais
 
Carla Cinara Viggiano Gontijo-Psicóloga
(31) 3594-2003
av Pres Juscelino Kubitscheck, 140 an 3 s 304, Centro
Betim, Minas Gerais

Dados Divulgados por
Idelma M Rosado
(33) 3271-8078
r Arthur Bernardes, 910 s 103, Centro
Governador Valadares, Minas Gerais

Dados Divulgados por
Centro Psicológico Ser ltda
(34) 3262-4706
Av: Minas Gerais nº 1349
Ituiutaba, Minas Gerais
 
clinica odontomed
(34) 9968-6902
av paranaiba,297
patos de minas , Minas Gerais
 
Dados Divulgados por

Clínicas de Reabilitação

Fornecido por: 

Nos últimos meses, muito se tem falado a respeito do uso abusivo de Drogas no País e, dentre elas, o Álcool. A questão ganhou um enfoque particular nas discussões em torno do novo código de trânsito, que considera gravíssimo, até o uso de pequenas doses de Álcool, pelo motorista. Depressor do Sistema Nervoso Central, o Álcool é Droga perigosa e traiçoeira, que atinge igualmente todas as parcelas da população, causando dependência e problemas físicos.

São gravíssimas as conseqüências do uso crônico do Álcool. Vão das elevações de pressão arterial, às úlceras, problemas cardíacos, à cirrose hepática, às hepatites, tumores de laringe e esôfago...

O código está certo. A lei sempre esteve aí, mas nunca foi cumprida. De fato, uma pequena quantidade de bebida alcoólica pode causar problemas de coordenação motora e alterar os reflexos da pessoa que vai dirigir um automóvel. Vale a pena lembrar que o Brasil ocupa os primeiros postos, nas estatísticas mundiais de acidentes de trânsito com vítimas; estaria no Álcool, a explicação para a maioria deles.

Chamamos há pouco, essa Droga de perigosa e traiçoeira. Entretanto, a maioria das pessoas reluta ou desconhece que se trata de uma Droga e o que é pior, as pesquisas no assunto, indicam que o Álcool é a substância mais usada pelos jovens. O próprio fato de ser, paradoxalmente, Droga legalizada que pode ser livremente vendida em qualquer local: bares, padarias, supermercados, é que a torna ainda mais preocupante. Há leis que proíbem, a menores de idade, a compra de bebidas alcoólicas mas, neste País, sobram boas leis, falta colocá-las, corajosa e civicamente, em prática!

Os próprios pais, muitas vezes, estimulam o consumo do Álcool pelos adolescentes e crianças, ora, pelo próprio exemplo - pais que bebem com freqüência, ora pelas brincadeiras: deixam a criança tomar a espuminha do chope, misturam vinho aos refrigerantes para elas... Além disso, o Álcool é visto como um símbolo de poder e virilidade, sendo estimulado o seu uso pelos homenzinhos conquistadores. Isto fica claro nas propagandas, que não só enaltecem o uso, como o estimulam, ao passarem a idéia de heróis belos e bem aceitos, para aqueles que bebem.

Aqui vale ressaltar que há leis que, se restringem tais propagandas, toleram as bebidas ditas mais fracas, como a cerveja. Há também, o grande serviço que nos prestam as telenovelas e os filmes, onde, frente ao menor problema ou frustração, ou para comemorar qualquer evento, lá estão as doses de uísque, vodca ou vinho.

O importante é sermos heróis do dia a dia, heróis de verdade, olhando de frente para nossas dificuldades, não o falso herói que se refugia na bebida e se compromete aos poucos. O que fazer??? Essa é a grande questão que nos inquieta. Ficar esperando por ações do Governo, parece muito perigoso e ineficaz. Há interesses das grandes empresas de bebidas alcoólicas por trás de tudo. Há poucos leitos em hospitais para cuidar de alcoolistas e dependentes químicos.

A solução parece cla...

Clique aqui para ler este artigo em Cada Dia e Você