Esqueci minha senha cadastre-se

Clínica Geriátrica Itajaí, Santa Catarina

Encontre as Clínicas Geriátricas de Itajaí. Conheça os profissionais especializados desta área em sua região,aproveite e leia nossos artigos com tutoriais, dicas e informações relevantes sobre este assunto.

Glauber Mathias
(47) 3349-3892
Rua Dr. Reinaldo Schmithausen 1178 (sl 11)
Itajai, Santa Catarina
Especialidade
Cirurgia Cranio-Maxilo-Facial

Dados Divulgados por
Simone Suplicy Vieira Fontes Serpa
3224-3099
Av Hercilio Luz 1302
Florianopolis, Santa Catarina
Especialidade
Medicina Intensiva

Dados Divulgados por
Armenio Matias Correa Lima
3232-1164
Homeopatia Medicina de Família e Comunidade
Florianopolis, Santa Catarina
Especialidade
Medicina de Família e Comunidade

Dados Divulgados por
Moacir de Freitas Toledo
(47) 3026-2139
Rua Rodeio 53 - Referênica: Vindo Pela Rua Iririú - Direção Centro Entre na
Joinville, Santa Catarina
Especialidade
Medicina de Família e Comunidade

Dados Divulgados por
Felipe Marcelo Xavier
3224-1511
Rua Jeronimo Coelho 389 - 46
Florianopolis, Santa Catarina
Especialidade
Patologia

Dados Divulgados por
Daniela Longhi de Castro
(47) 3366-0334
Avenida Alvin Bauer 810 - 1° Andar
Balneario Camboriu, Santa Catarina
Especialidade
Medicina de Família e Comunidade

Dados Divulgados por
Marcos Krahe Edelweiss
3226-1212
Rod SC 405 2507
Florianopolis, Santa Catarina
Especialidade
Medicina de Família e Comunidade

Dados Divulgados por
Karine Becker Gerent
(47) 3321-4000
Rua Itajai 545
Blumenau, Santa Catarina
Especialidade
Medicina Intensiva

Dados Divulgados por
Hildebrando Couto Scofano
322-4880
Rua Menino Deus 63 - 507 e 508
Florianopolis, Santa Catarina
Especialidade
Medicina Intensiva

Dados Divulgados por
Helena Elisa Piazza
322-9027
Rua Dom Joaquim 885
Florianopolis, Santa Catarina
Especialidade
Medicina Intensiva

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Clínica Geriátrica

Fornecido por: 

Estava deixando o auditório quando ele me procurou. Após os agradecimentos de praxe (“parabéns pela palestra sobre sexualidade na Terceira Idade, muitas informações úteis, coisetal...”), foi direto ao ponto:

- Doutor, fiquei com uma pulga atrás da orelha. Na hora não perguntei, mas não tem como levar uma dúvida dessas pra casa... afinal de contas, por que todas as mulheres perdem o fogo quando chegam aos 55, 60 anos ou mais?

Olhei para ele com quem perdeu o melhor da festa. Ou pior: chega todo arrumado e toca a campainha no endereço errado às duas da manhã. Puxa, ele deveria ter perguntado aquilo durante a palestra... ! Mas, pensando bem, fazia sentido ter aguardado até o final. No auditório havia várias dezenas de respeitáveis senhoras devidamente armadas com suas bolsas, e uma colocação assim poderia resultar até em tentativa de linchamento.

Seguimos caminhando enquanto ele desfiava seus lamentos. Lá se iam 30 e tantos anos de convivência harmoniosa, filhos e netos e sonhos em comum, mas as coisas já não eram as mesmas. Como estava atrasado para um outro compromisso (a vida moderna é isso aí: correr de um lado para o outro para quase sempre chegar em lugar algum), fui embora com a promessa de que escreveria em breve sobre seu caso específico - e não escrevi. E me arrependi profundamente. E decidi que procuraria redenção escrevendo não para um marido, mas para milhares de pessoas de uma só vez. Pois aqui estamos nós hoje. Mãos à obra!

A Sexualidade e o Envelhecimento estão cercados de mitos. Apesar dos avanços nas últimas décadas, mantemos uma idéia muito negativa sobre a sexualidade na Terceira Idade, como se o sexo fosse um clube exclusivo para jovens bonitos e saudáveis. Só entra quem tiver carteirinha da UNE com laudo de aptidão médica.

Bom, fico satisfeito em informar que a verdade está bem distante disso. Existe desejo na Terceira Idade, sim, e muito sexo também! E estas duas características devem começar a ser aceitas como uma parte normal da vida – porque elas de fato o são. Ou você acredita que existe data de vencimento para a capacidade de apaixonar-se, excitar-se e relacionar-se sexualmente? É óbvio que não existe.

Estudos recentes revelaram que mais de 70% das pessoas acima dos 60 anos de idade têm no mínimo uma relação sexual por semana. Repito: no mínimo. É uma boa média. Mesmo assim, o mito de que todas as mulheres perdem o desejo com a idade parece persistir. Por que? Por vários motivos.

Em primeiro lugar, as mulheres parecem se interessar menos por sexo pelo simples motivo de existirem poucos homens disponíveis. Em média, elas vivem 5-7 anos a mais que os homens. Como resultado, de cada 10 mulheres com mais de 65 anos, 3 são viúvas. Em contrapartida, apenas 1 de cada 10 homens com mais de 65 anos de idade é viúvo. Elas até procuram por parceiros, mas eles são mercadoria escassa.

Além disso, a sociedade é tolerante com homens mais velhos que namoram mulheres mais novas, mas a recíproca não é verdadeira. Mulhere...

Clique aqui para ler este artigo em Cada Dia e Você